Você sabe o nome certo das calcinhas?

Na hora de vender, é preciso conhecer o seu produto pelo nome.
Se tem uma coisa que ninguém merece é ficar com cara de troncha na frente da cliente por não fazer a menor ideia do que ela está falando. Para garantir que isso não vai acontecer com você, é bom saber exatamente qual o produto que está vendendo, tanto para agradar as clientes mais informadas e exigentes, quanto para mostrar que você sabe muito bem o que está fazendo e conhece o ramo com o qual trabalha – e sabe a diferença de uma tanguinha para um fio dental, por exemplo.

Vamos à lição de casa:

Tanga
O modelo tanga tem uma lateral de aproximadamente 2cm, sendo com o bumbum bastante cavado, ideal para quem tem o quadril na medida certa: nem grande, nem largo, nem estreito.

Calcinha alta
O cós alto serve para modelar e dar sustentação à barriga e aos quadris. É comum encontrar também o cós alto em calcinhas de pós-operatório.

Boxer
A calcinha boxer tem um formato semelhante ao da cueca, só que respeitando a anatomia do corpo da mulher. Tem cintura baixa e uma das suas vantagens é disfarçar pequenas imperfeições no bumbum.

Calcinha sem costura
A calcinha sem costura é ideal para qualquer ocasião, pois não marca em nenhum tipo de roupa. Cai bem em qualquer tipo de quadril e é indicada para mulheres que usam roupas justas, na academia, por exemplo.

String
Esse nome não é muito comum, mas o modelo é muito procurado. Ela tem as laterais bem estreitas, como a tanga, mas com a possibilidade de se regular as alças.

Fio-dental
A calcinha fio dental, como o nome sugere, possui uma cobertura mínima do corpo, ideal para quem não gosta de marcar a roupa. E, claro, o modelo é bastante sensual, sendo comum em conjuntos de lingerie mais sexy.

Caleçon
A caleçon é o lado oposto da fio dental: tem as laterais bem largas e cobre o quadril inteiro. É a preferida de quem não abre mão do conforto – mas sendo feitas com detalhes como rendas e transparências, não deixam a sensualidade ficar de fora.

Deixe um comentário